O que são as aplicações financeiras? Onde invisto meu dinheiro?

Você tem um dinheiro sobrando? Sabe o que fazer com ele? Não, não deve deixar ele embaixo do colchão e nem parado em conta corrente! Você deve procurar seu banco para fazer uma aplicação financeira!

A aplicação financeira ocorre quando você empresta o seu dinheiro a uma instituição financeira, ou seja, você coloca seu dinheiro lá e ela te paga uma remuneração (juros) por isso! Achou diferente esse conceito? Na prática não estamos acostumados a enxergar as aplicações financeiras dessa forma, mas sim, é como se você estivesse emprestando dinheiro ao banco.

Quais são os tipos de aplicações financeiras?

Conforme o próprio Banco Central diz, as aplicações financeiras mais comuns são:

  • Poupança;
  • CDB;
  • Fundos de investimento.

Essas são as mais comuns, entretanto você vai ouvir falar de outras, como por exemplo: LCI (letra de crédito imobiliário), LCA (letra de crédito do agronegócio), etc.

O que muda de uma aplicação financeira para outra?

  • Risco: muito baixo, baixo, médio, alto, muito alto;
  • Prazo: As aplicações podem ter prazo  mínimo e/ou máximo para o seu dinheiro ficar aplicado;
  • Taxa de remuneração (juros): Cada tipo de aplicação possui uma forma de cálculo de rentabilidade diferente;
  • Aplicação inicial: Alguns tipos de aplicações financeiras exigem que seja depositado um determinado valor inicialmente.

A poupança é o exemplo de aplicação de risco muito baixo, pois a remuneração já é conhecida. Já uma aplicação em um fundo de investimento em ações é uma aplicação de risco muito alto, devido à grande oscilação dos preços das ações. É importante salientar que TODA aplicação financeira está sujeita a riscos.

Aplicações financeiras

Com relação aos prazos, existem aplicações com prazo mínimo e máximo inexistentes,  é o caso da poupança, você saca o dinheiro quando quiser. Por outro lado, existem aplicações que você é obrigado a deixar um tempo mínimo o dinheiro aplicado, e somente após esse prazo mínimo você poderá sacar. Também existem as aplicações com prazo máximo, após certo período de tempo, seu dinheiro sai da aplicação. Os prazos são variados.

Em qual aplicação financeira devo investir? Onde invisto meu dinheiro?

Você deve responder algumas perguntas antes de decidir isso:

  1. Quanto dinheiro tenho?
  2. Por quanto tempo quero deixar esse dinheiro em uma aplicação financeira?
  3. Tem alguma possibilidade de eu precisar desse dinheiro no curto prazo?
  4. Qual risco estou disposto a correr?

Esse artigo não vai te responder onde investir o seu dinheiro, porque depende das respostas de todas as perguntas acima para que pudéssemos te ajudar a escolher uma aplicação financeira. Mas esse artigo vai te ajudar a saber o que analisar ao pesquisar sobre as aplicações financeiras que o banco te oferece, e então você poderá saber onde investir seu dinheiro.

Agora vamos analisar as perguntas acima uma a uma:

  1. A quantidade de dinheiro que você vai investir vai determinar quais opções de aplicações financeiras você vai ter acesso. Investimentos com aplicações mais altas, vão te dar rentabilidades (juros) maiores;
  2. Você precisa definir por quanto tempo pretende deixar o dinheiro aplicado, e então verifique os prazos mínimo e máximo da aplicação financeira.
  3. Não invista seu dinheiro em uma aplicação que possui prazo mínimo para resgate se por acaso você tem alguma ideia de que vai precisá-lo antes do prazo;
  4. Risco e rentabilidade (juros) andam juntos. Quanto menor o risco, menor a chance de alta rentabilidade. Quanto mais risco, maior a chance de alta rentabilidade. OBS: isso é apenas uma probabilidade, jamais entenda isso como uma coisa CERTA. Concluindo, quanto menor o risco da aplicação, menor chance de oscilação da rentabilidade, quanto maior o risco, maior a chance de oscilar a rentabilidade para mais ou menos.

* Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.

Fiz uma aplicação financeira, até quando devo deixar meu dinheiro aplicado nela?

Você respondeu todas as perguntas do tópico anterior e decidiu fazer a aplicação financeira, por exemplo, em um CDB. Certo, nesse momento você tomou a decisão correta para o momento, visualizando risco, retorno,  prazo e valor investido.

Mas assim como tudo muda, as aplicações financeiras também mudam. Por exemplo, hoje o CDB pode estar te dando uma melhor rentabilidade, mas daqui um tempo, pode ser que exista um fundo de investimento te oferecendo uma melhor rentabilidade, portanto é necessário estar atento ao mercado para fazer as migrações do seu dinheiro entre as aplicações financeiras. Em outro tópico abordarei sobre os custos que podem estar envolvidos ao fazer uma movimentação de dinheiro.

Concluindo, cada tipo de aplicação financeira possui características próprias, você deve ser capaz de analisar os dados básicos delas para tomar a sua decisão e aplicar seu dinheiro. Quanto mais você sobre sobre o assunto, mais ganhará dinheiro investindo nas aplicações corretas, com maior rendimento.

Surgiu qualquer dúvida? Estamos aqui para auxiliá-lo, não deixe de escrever.

23 comments

    1. Sugestão: Em primeiro: LCA, segundo LCI, terceiro CDB, quarto Fundos renda fixa.
      Tem que ver qual o banco te oferece. Apenas evite poupança, previdência privada e capitalização.

  1. Aplicar 17.000,00 em investimento no Banco (nao sei qual a melhor modalidade) por um prazo nao longo,em conjunto com meu filho sistema nao solidario em caso do meu falecimento esta aplicaçao ira para o inventario,pois tenho outros filhos.Agradeço antecipadamente sua atençao.

  2. Oi Juliane, excelente as informações publicadas no seu site!

    Uma dúvida: e os títulos de capitalização? Qual sua visão sobre esse produto financeiro? Podem ser considerados uma forma de poupança ou investimento que vale a pena fazer?

    1. Olá. Títulos de capitalização não podem ser considerados investimentos, pois ao final você recebe o valor que depositou + TR. Com algumas exceções de alguns títulos que rendem juros, mas muito pouco. Portanto, títulos valem a pena para dois perfis de pessoas: gosta de concorrer a prêmios, ou tem dificuldade em guardar dinheiro (existem títulos mensais, que você paga como se fossem uma conta, e no final de x prazo recebe tudo de volta).

  3. Olá, gostaria de saber qual a melhor aplicação e qual o prazo melhor para eu aplicar R$1.000,00. Tendo uma rentabilidade considerável de no mínimo 0,5%.

  4. Bom dia, sou muito leigo quando se trata de investimentos, e estou começando a ler livros sobre o assunto, e artigos como o seu(por falar no mesmo , gostei bastante, pois é de fácil entendimento). Por isso minha dúvida é básica, oq seria uma TR?

  5. Bom dia Juliane! Gostaria de saber, fazendo aplicações de valor R$250.000 mil cada, com prazo de 6 meses, qual seria a rentabilidade neste período e qual seria a melhor opção c/ isenção de IR, sendo no LCI ou LCA, esta aplicação sendo em um total de 10 dez aplicações deste valor cada uma.
    Gostaria de saber também qual a aplicação a investir, com um prazo de 1 ano, com rentabilidade e retirada mensal deste juros, há alguma aplicação que possa tirar os juros mensais, com este prazo? desde já agradeço e aguardo seu retorno.

    1. Olá, LCA e LCI ficam bloqueados por 90 dias, não pode retirar nem juros. Para esse período de 1 ano, aplica em LCA ou LCI pagando mais de 85%, ou tesouro direto LFT que você pode sacar quando quiser.

Atenção antes de comentar

  • Verifique se a sua pergunta já foi feita por outro visitante. Não responderei perguntas duplicadas.
  • O prazo médio de resposta é de 7 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *